terça-feira, 30 de outubro de 2007

Os Samurai


Os samurai (palavras japonesas não aceitam o “s” no plural) existiram durante o período feudal da história do Japão.

Guerreiros de todas as culturas são treinados para demonstrar coragem diante da morte. O que tornou os samurai únicos é que eles freqüentemente escolhiam morrer. Se derrotados em batalha, ou desgraçados por outra falha, a honra exigia um suicídio, num ritual denominado “Hara-quiri” ou “Seppuku”. Mas a morte não podia ser rápida ou indolor. O samurai fincava a sua espada pequena no lado esquerdo do abdômen cortando então a região central do corpo e terminava por puxar a lâmina para cima, o que provocava uma morte lenta e dolorosa que podia levar horas ou até dias. Ao lado do suicida ficava um amigo, que portava também uma espada. Se o samurai demonstrava que não estava suportando a dor, o seu amigo fazia-lhe um corte em seu pescoço de modo a deixar sua cabeça pendendo, para que este morresse de vez. Geralmente o ritual também era assistido por familiares.

A morte, nos campos de batalha quase sempre era acompanhada de decapitação. Por causa disso, os samurai perfumavam seus elmos com incenso antes de partirem para a guerra, para que isso agradasse o eventual vencedor. A cabeça do derrotado era como um troféu, uma prova de que ele realmente fora vencido. Samurai que matavam grandes generais eram recompensados pelos daimyo, que lhe davam terra e privilégios.


Ao tomar conhecimento desses fatos, os ocidentais geralmente avaliam os samurai apenas como guerreiros rudes e de hábitos grosseiros, o que não é verdade. Os samurai virtuosos sabiam amar tanto as artes como a esgrima. Eles sabiam ler, escrever, muitos eram cultos, faziam poemas, pintavam e esculpiam. Algumas formas de arte, como o ikebana (arte dos arranjos florais), também eram consideradas por eles, artes marciais, porque trabalhavam a mente e as mãos.

Para o samurai, viver é estar preparado para a morte, é saber morrer, mas a virtude suprema para o bushido era a lealdade. O samurai era educado para servir. Servir com lealdade, prontamente, incondicionalmente. Literalmente, samurai significa “aquele que serve”. A lealdade é levada a um nível supremo pelos samurai.

Os hábitos de conduta e princípios de comportamento dos samurai foram se formando e se definindo com o passar dos tempos, mas já estavam claramente configurados em 1192, início do Perído Kamakura. Esse perfil ético apenas se acentua, sem mudar, nos séculos seguintes.

Os samurai e seu modo de vida foram oficialmente abolidos nos primeiros anos de 1870. Não havia necessidade para os homens lutadores, para os guerreiros, para os samurai.

Um descendente direto de samurais, numa entrevista recente afirmou:

“O homem que procura o desenvolvimento espiritual, que mantém seus princípios, que se dedica ao bem comum, é solidário, ético e sobrevive em meio às maiores dificuldades, é um samurai. O samurai é antes de tudo um homem digno, independente da sua raça, credo ou do local onde tenha nascido”.

-Ujio-

Para quem quiser ver como fica o nome em escrita japonesa esse site é bem legal, dá pra copiar a imagem com sua palavra diagramada, o chato é que fica a tradução das sílabas em baixo, mas nada que um Photoshop não elimine... ou até no Paint mesmo...

Você achará essa mesma postagem em: Gaiola dos loucos que é um outro blog em que escrevo com duas grandes amigas...

2 comentários:

{licia}_Kl disse...

Isso querido amigo
Não use armaduras a sua sinceridade já lhe protege.
"Não tenho armadura, faço da minha sinceridade e retidão minha armadura."



afagos de bem querer

{licia}_Kl

damma disse...

Certa vez vc me disse que é muito mais fácil saber o que não se quer para sí,pois a lista do que queremos é imensa.
As vezes pedimos coisas para a vida que ela não tem como nos oferecer,mas as vezes ela nos dá coisas que não sabemos como agradecer e a tua amizade é uma delas!

Bjus doces

damma