sexta-feira, 18 de janeiro de 2008

Só falta morrer...



Se você não me agarrar todinha, aqui agora mesmo
Só me resta morrer
Se não abrir minha blusa, violento e carinhoso
Me sugar o biquinho dos seios
Por certo hei de morrer

Estou certa perdidamente certa
Se não me der uns tapinhas na bundinha
Não morder meus lábios, não me xingar de puta
já hei de morrer

Bata, morda, xingue por favor
Se vc não deslizar sua mão direita sob minha calcinha
Murmurando gentilmente palavras porcas
Sem dúvida hei de morrer

Também certa a minha morte
Se você não acariciar o meu clitóris com seus dedos e língua
Já caio morta de costas defuntinha
Toda morta de morte matada

Morrerei na fogueira aos gritos, se não o fizer
Se você não me ninar com cafuné
Me fungar no cangote
Mordiscar as bochechas
Me lamber o mindinho do pé esquerdo e ir subindo...
Juro que hei de morrer

Certo é o meu fim
Meu homem, meu amante
Meu cafetão, meu cachorrão

Eu faço tudo o que você mandar
Eu fico toda nua, de joelho, de quatro, descabelada na cama
Eu fico toda louca de prazer

Aos seus golpes certeiros de fogo
Ereto, duro, quente, mortal

Meu querido
Se você não me estuprar agora agorinha mesmo
Se não me crucificar
Entre beijos, orgasmos, gritos de dor misturados com prazer
Se não meter em todas as posições indecentes
Taradão como só você

Só me falta morrer...

Recebi de uma pessoa muito especial...

5 comentários:

Sentimental ♥ disse...

Só lhe resta então atender aos seus pedidos... Senão, ela pode morrer...

Gostei de tudo aqui, ví um comment seu no blog da Intima Menina.

Beijos

Sentimental ♥ disse...

Oi Homem,
Vire freguês, amigo, leitor, comentista, enfim, volte sempre...
Beijos

Ísis disse...

UAU, Ujio!!!

mytsyany disse...

Linda demais estas palavras !!

E aproveito para dizer que adorei o seu blog...

Dani Sub disse...

Seu blog também é interessante, Agradeço sua visita :d